Por Carol Souza Lima, em 10/10/2018, 7:18 pm

O dia que eu pedi ao DJ para tocar Atirei o Pau no Gato.

Primeiro de tudo, estou de volta! UAU!
Mas você não está morando em Portugal, Carol? Sim! Estou!
E o que você está fazendo aqui, no blog de casamentos?
Ué! Senti saudades…
Simples assim!

 
E a grande novidade é que vem algo NOVO, ÚNICO, INCRÌVEL pela frente. Juro!
Algo que o mercado de casamentos NUNCA viu. #Choque

Estamos preparando (eu e uma sócia também grande no mercado!) tudo com muito carinho.

 

O fato é que EM PRIMEIRA MÃO, aviso aqui, aos leitores que ainda acompanham esse blog que existe desde 2008, teremos um WEBINAR GRATUITO no dia 30 de OUTUBRO.
O que é Webinar?
É uma aula, um vídeo ao vivo, no Youtube.
Para saber exatamente o que vai acontecer, a página e o horário, e o tema dessa aula, ENVIE UM EMAIL PARA MIM!
Qual email?
contato@carolinasouzalima.com
Com o assunto AULA AO VIVO.

 

Assunto da aula?

“5 itens que reduzem DE VERDADE os custos do seu casamento”

Assim você entrará na nossa lista que receberá o link exclusivo para esse dia de grande ansiedade para nós.
 

 

OK… agora vamos ao que me veio a mente hoje e que me fez escrever esse post.

Estava escrevendo sobre assuntos casamentícios por aqui e do nada me veio a cabeça esse dia.

A noiva era a Viviane, o ano era 2009, se não me falha a memória.

Lembro-me com clareza das reuniões com ela.

Sempre faço perguntas sobre o estilo de casamento, e principalmente o perfil dos convidados, afinal, precisamos saber se teremos muitos senhores ou muitos jovens para dimensionar os lugares sentados.

Lembro-me com clareza da Viviane falando que eram apenas 20 “velhos”. Em toda reunião, eu retrucava, e em toda reunião ela respondia a mesma coisa e ria, e explicava que não tinha muito adulto, que era mais gente jovem naquela lista de 250 pessoas.

 

Mas como vocês podem ter tantos amigos, meu Deus!? Não sei. Sei que vinha uma galera gigante do Sul, a caravana mesmo, e o noivo era do tipo super popular e querido, e o fato é que teriam apenas 20 convidados considerados velhos.

 

Reduzi bastante o número de mesas e pessoas sentadas, claro, mas ainda nao acreditava nesse número.

 

Bem, chegou o dia do casamento. Havia um momento que a caravana do Sul e outros amigos preparam uma surpresa muito engraçada para o noivo, que tinha a lingua presa e não falava o L mas sim o G. Uma bobagem. Uma brincadeira de meninos. Em determinado momento, todos vestiriam uma camisa escrito aquela música do Chiclete com Banana “Cara Caramba Cara Cara Ô” que na camisa em “Homenagem ao noivo era CAGA CAGAMBA CAGA CAGA O” . Uma zueira muito engraçada. 

 

Nem preciso dizer que esses rapazes entraram enlouquecidos, pulando ao som da música.

 

O que eu não falei ainda é que eu estava no “Falecido” Real Astória, e o salão ali era no segundo andar.

E com esse povaréu gigante pulando e gritando, eu sentia o chão tremer, tremer, e pensava que aquilo ia cair. 

Acho que poucas vezes vi pessoas tão ensandecidas assim num casamento, para não dizer animadas. Foi muito divertido, mas eu e minha equipe estávamos com medo. E lembro de ter ido, rindo de nervoso, a mesa do DJ e pedir que ele tocasse Atirei o Pau no Gato ou qualquer outra coisa que fizesse com que o segundo andar não desabasse. 

 

E claro que ele riu, eu ri, ele me ignorou e seguimos naquele frenesi até altas horas.

E advinhem: existiam 17 adultos naquela festa.

 

Nunca duvide de uma noiva!

Que festa! Que dia! Que lembrança boa que me veio a tona.

 

Não deixe de me escrever pedindo acesso a AULA GRATUITA que faremos no dia 30 de Outubro, as 20h, pelo Youtube. 

contato@carolinasouzalima.com 

E, claro, me ajudem a divulgar essa aula comigo ao vivo no dia 30. Chame as amigas, compartilhe esse post, mande pra todo mundo!

O tema não poderia ser mais interessante e mais propício para o momento de crise que estamos vivendo:
 

“5 itens que reduzem DE VERDADE os custos do seu casamento”

 

Beijos grandes e com saudade de uma festinha!
 

Carol

 

Por Carol Souza Lima, em 29/01/2015, 8:56 pm

Erika e Jean – 1 de Nov de 2014 – Mesa de Doces e Lounges


Hello!


De volta com o casamento da Erika e do Jean, tão lindo, que merece dois posts pra caber tantas fotos bacanas da Marina Lomar, fotógrafa do casório. <3

E como não ter dois posts num casamento que mexeu com o coração da durona aqui?


Esse estilinho casa, sala de estar, parecendo que estamos logo ali na casa dos noivos, e que eles podem acabar e entrar num quarto e se despedir de todo mundo, tem mtaaaa elegância.


Esse era o pedido da Erika, que mora fora há mtos anos, e queria receber os amigos de forma bem acolhedora. Com carinha de cara. Com cara fofa, que nem ela. E como pedido de noiva é uma ordem, a gente se baseia nas inspirações delas, viaja junto, pega uma idéia aqui e outra ali… e o casório surge. Cada um com a sua carinha.








Até estante tinha… quer mais cara de casa do que isso? E as peças eu escolhi a dedo pra dar um ar bem leve… bem “nem ai…”.













E a mesa de doces seguiu o mesmo padrão, cheia de mini detalhes que eu adoro posicionar. Cada mesa é um desafio, é uma mesa diferente. Tanto pelos arranjos qto pelas peças e detalhes. Escolho cada peça na hora, dentro do acervo que eu levei e vou montando esse pequeno gigante quebra-cabeça. Faz diferença ver uma mesa de doces montada com carinho… nao faz?




















E ainda tem os detalhes nos lounges, os sofás, as poltronas, tudo escolhido a dedo pra fazer de um salão um lar. Pros noivos e pros 200 convidados quase que estavam presentes e lotaram a pista, choraram na cerimônia junto comigo, e mandaram as melhores vibrações do mundo pra esse casal tão “tailor made”.























Acho que deu pra sentir um gostinho daqueles bons de como foi esse casamento, ne?!


Só posso desejar a Erika que continue essa princesa fofa, delicada, mas cheia de personalidade e que os olhos brilham cada vez que fala dele… e que jamais esqueçam a magia desse dia. Pq ele não foi bonito, ele foi mágico mesmo.


Bjs,
Carol Souza Lima

Por Carol Souza Lima, em 9/10/2013, 9:51 pm

Casamento Priscilla Lyrio e Thiago – 05 de Outubro de 2013 – Casa de Santa Teresa

Oi, Meninas!

O casório do último sábado, dia 5 de Outubro, foi na linda Casa de Santa Teresa. Um dos lugares que eu mais amo no Rio. Não foi a toa que eu casei lá. Um espaço lindo, com uma vista que parece de mentirinha, mas não é.

E a Pri e o Thiago resolveram casar lá. Naquele espaço mágico.

A idéia que rondava a Pri era fazer um casório com carinha Rústica, mas com mesas de convidados recheadas de coisas diferentes e peças fora do comum usadas como bases de flores. Usei, então, mtas garrafinhas, baús, latas importadas, lanternas, copos e tacinhas, etc.

E o sobrenome da noiva é Lyrio. Sendo assim, qual a flor que não poderia faltar no casamento? qual a flor do Bouquet da Priscilla? E, como Lyrio não poderia faltar, criei uma ilha no meio da casa, repleta deles, com mtooooos e mtooooos lirios amarelos. E ficou mto especial.

Cada vez que trabalho na Casa de Santa Teresa eu procuro fazer algo que nunca fiz antes, e dessa vez, teve mta coisa diferente. Espero que vcs gostem e aprovem.

Como eu falei no Facebook, os orçamentos para lá e pra Santa Ignez, pro próximo ano, tem desconto. :-D

Fotos minhas mesmo, tiradas de Iphone. Então, gente, não repare! :P

E ai?

Ficou bacana?

Beijocas
Carol